quinta-feira, 13 de maio de 2010

AGENDA EM FOCO

Cine Filosófico e Capela Brasileira são as opções culturais deste fim de semana

Cinema, filosofia e música. Nessa ordem, que tal? Pois bem, uma boa dica para começar o próximo fim de semana então, é aproveitar na sexta, 14, a exibição do filme “Abril Despedaçado” às 18h30 no Cine Filosófico do IFMA-Campus Monte Castelo e nos dias 15 e 18 a Cantata BWV4 que o grupo vocal Capela Brasileira apresenta na Igreja do Desterro e no Museu Histórico do Maranhão, respectivamente.

Organizado por Jorge Leão, professor de Filosofia do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), o Cine Filosófico é uma atividade de entrada franca a comunidade que promove exibição de filmes e em seguida levanta discussões filosóficas sobre o enredo.

“Abril Despedaçado”, inspirado na obra de mesmo título de Ismail Kadaré, com roteiro de Walter Salles, Sergio Machado e Karim Ainouz conta a história de Tonho (Rodrigo Santoro), filho do meio da família Breves, que é impelido pelo pai (José Dumont) a vingar a morte do irmão mais velho. O filme percorre um cenário de sertão nordestino, onde violência e vingança também fazem parte da tradição e da história das famílias. Mas, para Tonho esse destino angustiante começa a ser visto de outro ângulo quando seu irmão mais novo o instiga a questionar a lógica da violência e da tradição. No filme, o despertar para essa mudança acontece quando dois artistas de um pequeno circo itinerante cruzam seu caminho...

O que acontece em seguida e as questões que o filme levanta, você pode descobrir conferindo o Cine Filosófico, dia 14/05, às 18h30 na sala de mestrado do IFMA-Campus Monte Castelo (entrada pela Rua Genésio Rego).


Já nos dias 15 e 18 de maio, São Luís volta a se encantar com o afinado coro Capela Brasileira, que desta vez acompanhado pela Orquestra de Câmara da Escola de Música Lilah Lisboa apresenta a Cantata BWV4 Christ lag in Todesbanden de Johann Sebastian Bach. A cantata contará ainda, com as participações especiais do pianista Christoph Küestner e o contínuo Nilson Rufino. A entrada é franca.

Nenhum comentário: