domingo, 23 de maio de 2010

TOP BLOG EM FOCO - Entrevista com Rafael Sperling

"Surrealismo em blog, um outro olhar sobre a realidade"

O que você diria de um blog que proporciona uma leitura surreal da realidade? Acha que estou misturando conceitos de forma impensada? Bom, então apresento mais adiante Rafael Sperling (foto), blogueiro que consegue através de longos textos e poemas surreais, instigar, provocar e mais do que tudo, fazer pensar criticamente sobre a realidade que nos cerca.

Sim, amigos do "Ensaios em Foco" isso é possível. Bebendo na fonte do surrealismo para criar narrativas e universos completamente novos, mas que guardem em essência, elementos do cotidano e até descrições de sentimentos muito humanos, facilmente identificáveis pelos leitores. É assim que Rafael Sperling produz o Blog Somesentido e provoca sensações das mais variadas em quem o visita. Os textos e poemas do blog mexem com a imaginação do leitor, mas têm o trunfo de garantir aos mais perspicazes, retirar muitas críticas à realidade e ao modo de vida da sociedade.

Entre os muitos leitores (o blog possui um top de comentaristas!), há quem goste e quem desgoste, mas uma coisa é certa: sempre há quem volte para conferir as novas viagens de Sperling.

Nesse sentido, o Somesentido guarda um caráter muito próprio, que como o cinema, traz em uma linguagem intensa e característica, assuntos que provocam reações, mexem com conceitos, valores e princípios que instigam leitores a também exporem suas concepções sobre o que é postado. Gera uma troca. E não há quem escape dela, gostando ou não do que o blog apresenta.

Ensaios em Foco teve a chance de conversar com Rafael Sperling para saber o que o motiva a produzir na web um espaço tão incomum e que chama tanta atenção pela forma de expressão e as reações que causam no público.

1) Por que criar um blog e o que o motiva a escrever e expor?

Rafael Sperling: Após mostrar meus poemas a algumas pessoas, um amigo me disse que eu deveria criar um blog, não só para mostrar o que escrevia, mas também para me incentivar a escrever mais. Na época, só escrevia esporadicamente - por motivos como situações extremas, dores de cotovelo, decepções... A princípio pensei que isto seria uma péssima ideia, todos lendo coisas relacionadas com minha vida pessoal! Mas me disseram que isso era besteira, coisa que logo me dei conta.

O curioso é que com o passar do tempo fui abandonando as motivações emocionais muito fortes do início da minha produção, dando lugar a outros tipos de criação, como, por exemplo me baseando em técnicas surrealistas de escrita, e o que me levou a temas que poderia caracterizar como grotescos/fantásticos/surreais, não faltando espaço, claro, para ocasionais textos inspirados por situações com alguma carga emocional elevada, e até esporádicos poemas de amor, mas sempre dentro do meu "estilo".

Com a criação do "Somesentido" passei a escrever com alguma frequência, e após alguns poucos meses já tinha uma quantidade razoável de leitores. Aliás, estes são os grandes responsáveis pela minha produção literária. Não que eu escreva pra agradar os leitores, mas escrevo já imaginando que serei lido; o fato de saber que algumas pessoas terão acesso aos meus escritos, de certa forma, gera uma vontade de produzir mais. Acho que esse fator caracteriza meu blog de uma forma forte: muitas vezes não escrevo para agradar os leitores, e sim para provocá-los, fazê-los pensar, algumas vezes puramente para chocá-los, já cheguei a ser chamado de "porco asqueroso" por um leitor.

Acho que umas das funções da arte nos dias atuais é justamente a de provocar e chocar, fazendo com que as pessoas questionem seus próprios princípios acerca da realidade, e do que é o mundo. Gosto muito de ver o que meus leitores pensaram a respeito do que escrevi, penso que essa troca que o formato blog proporciona é muito rica. Muitas vezes o que um leitor entendeu (ou interpretou) não era o que eu imaginava. Logo, os leitores que comentam no blog estão criando "novos textos" quando fazem isso, pois compartilham comigo e com os outros leitores suas diferentes visões a respeito do que aquilo representa.

2) Quais as expectativas com a votação popular? Como foi participar da primeira edição do Top Blog?
R.S.: Realmente não sei o que esperar. Imagino que os melhores blogs, ou pelo menos os que possuem um conteúdo que agrada a um grande número de leitores irão se destacar. E realmente não sei se receberei votos de todos os meus leitores, uma vez que algumas vezes escrevo coisas moralmente questionáveis e fora de um padrão politicamente correto (risos). Essa é a segunda vez que concorro ao prêmio, mas só desta vez que realmente estou tentando conseguir votos e, de fato, participando; da outra vez meu blog estava apenas começando, e creio que agora esteja mais "maduro" e apto a concorrer.

3) Por que você acredita que o "Somesentido" merece o voto?
R.S.: Creio que o "Somesentido" possui uma proposta um pouco diferente, que é essa troca literária entre o autor e os leitores. Além disso, como muitas vezes me foi dito, o que escrevo costuma ser bem diferente do que se lê nos blogs em geral. Tenho tentado sempre, dentro do possível, manter essa, pelo menos suposta, originalidade. Já ouvi muita gente dizer que atualmente o conteúdo de blogs em geral é muito parecido, e tento sempre apresentar um conteúdo diferenciado, e que toque as pessoas de maneiras... peculiares.

4) Ao seu ver, qual a importância de uma rede de blogueiros aderir a campanhas de interesse público do tipo que o Top Blog promove?
R.S.: Penso ser de grande importância, pois isso ajudará a conscientizar um número grande de pessoas pelas causas ecológicas. Espero que a campanha que o Top Blog promove gere bons frutos, influenciando a geração mais nova de internautas, e ajudando a sociedade a se tornar mais consciente de suas responsabilidades com a natureza.

Vale lembrar que o "Somesentido" concorre na categoria Cultura e a votação popular também já foi aberta. E para quem quiser conhecer mais da produção de Sperling vale citar que o rapaz também é pianista e compositor, além de seus escritos também serem encontrados no blog Desce Mais Um, um espaço de encontro de mais cinco escritores.

5 comentários:

Los Bife disse...

Um dos poucos blogs que eu frequento sem falta toda semana! Foda!

Taiyo Omura disse...

(puxando a sardinha)
eu sou o tal amigo que incentivou o rafael!!!
que orgulho!!! maior poeta da nova geração!!! leio direto o blog!!! pra quem tem estômago e imaginação forte!!! recomendo, recomendo! vai ganhar!

Dandara disse...

ôÔô sperling

Alexsandro S. C. disse...

Bem justa essa entrevista. O blog do Rafael é um espaço virtual que eu só não visito quando não tenho acesso! Parabéns, Rafael, ainda tô experimentando a questão ovalar como uma questão surreal por ela própria.

Tiago Fagner disse...

Muito legal a proposta desse blog aqui.
O Som e Sentido tem mesmo viagens nas quais vale embarcar.