quarta-feira, 8 de setembro de 2010

SÃO LUÍS EM FOCO


São Luís, 8 de setembro de 2010. 398 anos

Ilha do Amor. Cidade dos Azulejos. Atenas Brasileira. Capital Brasileira da Cultura.Não faltam epítetos para enumerar os potenciais da capital maranhense neste 8 de setembro, quando São Luís completa 398 anos de fundação.

Eleita Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco em 1997 graças a seu rico conjunto arquitetônico, São Luís é uma ilha cheia de histórias e lendas. Berço de intelectuais, entre músicos, poetas e escritores. Além de famosa por ser capital de um estado cuja vida política permanece há anos sob domínio do mesmo grupo familiar.

Poetizada por Gonçalves Dias na famosa Canção do Exílio e cantada na Louvação a São Luís pelos versos de Bandeira Tribuzzi, apesar dos problemas de uma cidade em desenvolvimento, São Luís costuma ser fonte de inspiração para artistas criarem suas obras. Tramas, pinturas, poesias e sim, músicas. A arte sobrevive e se recria em uma cidade de potencialidades.

Hoje, Ensaios em Foco traz uma nova forma de cantar São Luís e desejar que a cidade não perca a riqueza de sua cultura e tradição apesar das marcas do desenvolvimento.

Trata-se de uma canção composta pelo cantor e compositor maranhense Jô Santos. Uma canção que une poesia, louvação e o amor saudoso de quem enxerga as potencialidades de São Luís sem negligenciar as dificuldades inerentes ao crescimento das cidades brasileiras.
E já tem novo título para o 4º centenário da cidade. São Luís será a Capital Americana da Cultura em 2012, título concedido pela Bureau Internacional de Capitais Culturais.




“Uma Prece a São Luís”
(Jô Santos)

São Luís do Maranhão
Terra que me faz cantar
Terra que me faz lembrar
Tantos sonhos bons

Dos seus lindos casarões
Matracas que tanto ouvi
Faz hipnotizar
a saudade que me traz aqui

Velhos sobrados
Sinais dos tempos idos
Guardam amores
Silêncios contidos


Fotos: Ruas e escadarias do bairro Praia Grande, no Centro Histórico de São Luís. Concentra em 220 hectares, aproximadamente 3.500 prédios de acervo arquitetônico colonial considerado Patrimônio da Humanidade.

3 comentários:

Eduardo Trindade disse...

Hum, bom de ver, ler e ouvir... "Parabéns, parabéns, saúde e felicidade" para São Luís!
Ah, e pensar que há exatamente um ano eu estava aí, e há dois anos também - quanta saudade!
Abraços, guria!

Isaque Mota disse...

Eu também espero que São Luís não perca a riqueza de sua cultura das tradições! Belo texto Tatá!

JR disse...

Belíssima Cidade!